segunda-feira, 22 de março de 2010

Rafo e sua Marquesa Desinteressada



Estávamos, eu e Gabi pensando sobre o nosso blog e, como não poderia faltar muito "Caio Fernando Abreu", achei um conto lindo, chamado "Divagações de uma Marquesa".

Que bela mulher! Desinteressada, complicada, cheia de distúrbios... intensa:
"Então a marquesa olhava desinteressada, procurava um resto de chá no fundo do bule ou se perdia em pequenas ações, como acender outro cigarro ou escovar cem vezes os cabelos ou lixar cuidadosamente as unhas."
Me lembrou mitologia grega, uma deusa imponente, complexada e egoísta do alto do Olimpo vendo e julgando os mortais. E seu néctar, nada mais do que seu chá.

Me senti um sagui, prestes a comer a mim mesmo, o Rafo, administrador, colorido, arteiro, taurino, vivo e, orgulhosamente, DESINTERESSADO!



2 comentários:

  1. e "orgulhosamente, DESINTERESSADO!"

    ResponderExcluir
  2. Me lembra que o desinteresse já implica interesse ofcourse errr...

    ResponderExcluir